Peste Virtual

by CHUTE NO RIM

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
02:01
2.
02:48
3.
4.
01:28
5.
01:45
6.
7.
02:52
8.

about

CHUTE NO RIM- é uma banda de HARDCORE / PUNK ROCK formada em 2004, na cidade de Alvorada RS. A banda desde que saiu da garagem e pegou a estrada nunca mais abandonou. Estão na atividade até os dias de hoje.
Gritar o que pensa é uma virtude, CHUTE NO RIM tocando na ferida doa a quem doer...
lutamos e acreditamos pela liberdade de todos, então faça você a sua revolução, o que interessa é você pensar por si mesmo seja livre o maximo que puder......

Durante esses 11 anos de estrada a banda teve algumas mudanças na sua formação mas hoje conta com:Marlon Róidia (guitarra e voz) Pedro Godoy (Batera e voz) e Fagner Aragones (baixo e voz).

credits

released October 26, 2014

CHUTE NO RIM agradece
Selma Wolf por nos deixar ensaiar em sua casa. No começo da banda ela nos abrigava, éramos adolescentes, muitas vezes bebíamos escondido, e muitas músicas nasceram assim...
A Neusa e Pedro (pais do Guma) que também abriram suas portas, mesmo não gostando do som, éramos protegidos. Nossos primeiros ensaios na garagem, resultaram em dois processos por perturbar o silêncio da merda da vizinhança.
Duddy Polli por nos acompanhar e aguentar grande parte da trajetória, também por seus pais, Vera Regina e Luiz Polli que permitiram alguns ensaios em sua casa.
Michele Melatti que no começo agendava, vendia ingressos, comprava cabos, cordas etc, quando não tínhamos grana pra comprar; por nos aguentar, xingando ela quando fazia umas merda, kkkkkkk, nos abrigava varias e varias noites bêbados em sua casa, onde tínhamos que pular o portão todas as manhãs antes da sua mãe chegar, e nós aproveitávamos para roubar seus discos dos THE RAMONES...
Regina e Camila Majerkopwski por que sempre que foi preciso abriram as portas de sua casa e nos apoiaram de alguma forma, e por deixarem ensaiar quando não tínhamos outra opção...
Aos pais do Luciano Medeiros do Jardim Porto Alegre por abrirem as portas de sua casa, onde fizemos muitos ensaios e loucuras....
A Davenir e Silvia (pais de Pedro Godoy nosso batera) por permitir por anos, até hoje que usemos sua garagem para ensaiar, aguentando nosso barulho nos fins de semana e as ameaças dos vizinhos.
Vinicius Germano por varias e varias indiadas, trampando, nos ajudando como Road, participando de reuniões, passando sufoco. Valeu amigo VINICIUS tu é o cara! jamais esqueceremos o que tu fez por essa banda.
Rafael Lisboa por também dar força nos shows.
Celso Carpes por dar o primeiro violão ao Marlon do Róidia ( vocal e guitarra).
Izair Adornes por ouvir o disco de Raul Seixas e influenciar diretamente na formação musical do Marlon Róidia.
Jairo Wolf por ensinar os primeiros acordes a toda gurizada, sem esse maluco ninguém tocaria porra nenhuma, não viramos nenhum exemplo de músico, mas da para fazer barulho e estamos ai!
Rose e Raíssa Róidia por suportar e ajudar em muitas coisas, vocês são as melhores, obrigado pela paciência.
Agradecimentos especiais a todos que passaram, acreditaram e se dedicaram pelo menos por um momento de suas vidas por esta banda: Daniel Szezecinski, Guma de Moraes, Pedro Godoy, Jairo Wolf, Chonho Dal Carobo, Fagner Aragones e Guilherme Rios.
Aos que gravaram os backs vocals: Osbor Stark, Kanan , Guilherme Rios e Fagner.
Felipe Navarro – por ter feito a capa e a contra capa do disco. Valeu cara, ficou foda...
STUDIO HURRICANE – grande Seban pela parceria na gravação no seu Studio.
Agradecemos também ao COLETIVO BIL de Canoas, CHAMA INDEPENDENTE VIDEO, COLETIVO CIA HARDCORE, COB, CENTRO DE CULTURA MARCELO BREUNIG, EXPERIMENTAL DISTRO e todos os lugares que abriram as portas para Chute No Rim se apresentar durante seus 10 anos. Todas as bandas que um dia dividiram o palco com agente. Não podemos esquecer de agradecer também, todas as pessoas que apertaram nossas mãos no fim dos shows com sinceridade, a todas as pessoas que nos apoiam e é claro, a todas as pessoas que nos odeiam, porque muito nos dão força pra continuar.
E se você ajudou a Chute no Rim e esquecemos, coloque aqui seu nome................................................................. e muito obrigado!

tags

license

all rights reserved

about

CHUTE NO RIM Alvorada, Brazil

contact / help

Contact CHUTE NO RIM

Streaming and
Download help

Track Name: Terra Santa
Maldito crente e essa guerra encarniçada
Pela Terra Santa de sangue maculada
Extremistas, fanatismo, ódio morteiros!
Desde que eu nasci bem antes de eu nascer...
Seu Deus tem planos pra você!
E os senhores da guerra sabem...
Irá matar mais uma vez
É sua missão divina!
Entre os escombros o cheiro da morte
Sobre as ruínas crianças perdidas
Ninguém explica a origem da maldade
E a intolerância triunfou mais uma vez!
Seu Deus tem planos pra você!
E os senhores da guerra sabem...
Irá matar mais uma vez
Track Name: Povo Idiota
Que povo idiota esse, puta que pariu
Ainda acreditam nas promessas de vocês
A cada dois anos participam da eleição
Novos miseráveis, vermes da corrupção
Segurança e paz falta para população
Crianças vão a escola só pra ter o que comer
Roubo da verba na saúde e educação
Sua ignorância vai de novo os eleger
Já virou rotina no distrito policial
Crimes hediondos, violência, estupidez
A carnificina da cultura popular
Contamina e mata mais que bomba nuclear
De olhos fechados da para ver a exploração
Preso mais um pai por abuso sexual
Isso é uma merda que não pode acontecer
A vida recomeça só depois do carnaval
Eu tento me esconder
Não consigo me escapar
Desgraça e pobreza
Estão em todo lugar
Track Name: O Homem Destrói o Mundo
O homem destrói o mundo
E o mundo destrói o homem
O que aconteceu Santa Catarina
Vai desaparecer vai ficar só em ruínas
Dizem que o mundo está próximo de acabar
O máximo que vai acabar é a humanidade
Água vai valer mais que ouro
Chuva ácida, urubus rodeando seu corpo
Diz o velho ditado: aqui se faz aqui se paga
Doenças epidêmicas da nossa nova era
Um simples resfriado agora é a gripe A
Febre amarela é um pânico geral
Track Name: Sr. Furtado
Pode crer que o imposto de renda
Vai ser bem utilizado
Com mansões luxuosas e carros importados
Quando o safado levar
Sua primeira dama pra jantar pode ter certeza
Que champanhe caro não vai faltar
O mundo é dos espertos, trouxa somos nós
O mundo é dos espertos, trouxa somos nós
Ladrão.........................................
Track Name: Mofa, mofa
A espera é tensa
Leitos lotados
Parece um campo de concentração
Ratos dividem
O mesmo espaço
Descaso total com cidadão...
É o purgatório na terra
Um campo de guerra
Há feridos deitados no chão
Os corredores lotados
Corpos empilhados
Aguardam a extrema unção!
Cartaz na porta
Estamos em greve
Hoje não atendimento aqui
Filho doente colo
Com febre
Você sem dinheiro começa a chorar...
De longe se houve os gritos
Gemidos sofridos
Orquestram o medo e pavor
Toda essa merda só gera
Desgraça e revolta, sua vida não tem mais valor!
Track Name: Na mira do tiro
Às vezes quero morrer
Às vezes quero matar
Às vezes quero fugir
Às vezes quero ficar
As noticias não param
E o que esta por vir não sabemos
Problemas, desespero contas a pagar
Você não tem dinheiro e começa a pensar
A vida não tem mais graça
No meio de tanta desgraça
De casa para o trabalho, do trabalho pra casa
O sonho acabou, a realidade chegou
Uma força enraizada que cria dentro de nós
Os anzóis que tentam nos pescar
Siga em frente
Controle a mente
Tente não se abalar
A estrada é longa e a vida é curta
Na mira do tiro mais uma vez
Positivamente conto até dez
Pra não perder a calma, não perder a razão
A minha alma sente a rigidez
Agressividade os olhos cheios de maldade, de tanta gente falsa que quer te derrubar
Deixa rolar, um dia a vida se ajeita
e perder a cabeça neste momento
Não vai te ajudar.
siga em frente
Controle a mente
Tente não se abalar
Tenha força.
Track Name: FAL
Veja o clarão da explosão
Braços e pernas jogados no chão
Crânio rachado território inimigo
Enfeitando um campo sangrento
Em uma batalha sem sentido
Errônea do destino nasceu na guerra
Morreu soldado
Desde pequeno aprende a odiar
O sangue nos olhos escorre no guia
Jovens fardados na trincheira pensão nas suas vidas
Muitos jovens vão a guerra mesmo sem saber porque estão nela
Mesmo assim defendem a bandeira do seu país
Outros não tem escolha pois nasceram e morreram numa batalha sem fim
Veja o rosto da criança ela nunca teve infância
Seu brinquedo era um fuzil sua família explodiu
Morava meio a tiroteios junto de ratos sujos
O que ele vai pensar se não em matar
Track Name: Peste Virtual
Eles não dão bola, não respeitam nada
Juventude fraca, antissocial
Falam que é assim mesmo
Dizem que é moderno
Ser mal educado ridículo e boçal
Não é moralismo nem ressentimento
Geração perdida, não se da o valor
Fazem das suas vidas um confinamento
Almas dominadas por computador
Ninguém percebe, que é doença
Depois pode ser, tarde demais
Acordem agora as crianças
Desse pesadelo, Peste Virtual
Onde estão as amizades da convivência social
Mentes vazias bitoladas, muito lixo cultural
Fora da realidade, nunca param pra pensar
Vitimas da sociedade, amanhã são filhos meus!
Rompem sem processo de desenvolvimento
Crescem alienados, sem opinião
É a bomba relógio da tecnologia
Alvos quase certos da deterioração